ENCICLOPÆDIA

BIOGRÁFICA DE

ARQUITETAS e ARQUITETOS

DIGITAL 

"EBAD" - DESDE 2015 - by Silvio Durante
Boris Mihailovich Iofan
♦  16 de abril de 1891, Odessa, Ucrânia
† 11 de março de 1976, Moscou, Rússia

PERFIL BIOGRÁFICO:

 

Boris Iofan é um dos maiores expoentes da arquitetura moderna russa de inspiração stalinista e suas contribuições para o desenvolvimento da arquitetura soviética são significativas. Iofan ainda é considerado um dos mais importantes arquitetos do modernismo no leste europeu da primeira metade do século XX.

 

Originário de uma família judaica, nascido na Ucrânia, formou-se em 1916 no Instituto Régio de Bellas Artes de Roma, Itália. Sua inspiração inicial foi o Neoclassicismo, estilo ainda muito popular neste instituto.

 

Iofan passa a ter notoriedade quando em 1926 vence diversos concursos de arquitetura na União Soviética. Sua primeira grande obra foi a "Casa do Aterro", iniciada em 1928 e terminada em 1931. Uma grandiosa estrutura, em local nobre de Moscou, composta de centros de lazer, apartamentos e áreas institucionais destinado à elite dirigente soviética de então. O proprio Boris morou a vida toda nestes apartamentos que contou com outros moradores célebres, como por exemplo, o futuro primeiro-ministro soviético, Nikita Khruschev.

 

Em 1937 projetou o pavilhão da União Soviética na Expo de Paris, que ganhou o prêmio juntamente com o pavilhão alemão, projetado pelo arquiteto nazista Albert Speer. Neste mesmo ano também projeta o monumento do "Trabalhador e da Camponesa", com uma grande escultura da artista Vera Mukhina, em Moscou.

 

Mas a principal obra de Boris Iofan foi justamente o projeto que não se realizou, o Palácio dos Sovietes. O local da obra seria no centro de Moscou, onde outrora existia uma enorme igreja dedicada à Jesus Cristo Salvador, em estilo neobizantino, que fora implodida.

 

Por meio de um concurso mundial aberto em 1931 que contou com projetos inscritos de arquitetos renomados como Le Corbusier e Walter Gropius, venceu a proposta neoclassica de Boris Iofan. Le Corbusier chegou a contestar o resultado, mas foi indeferida sua argumentação.

 

Com a invasão da União Soviética pelo exército nazista em 1941, o projeto foi abandonado, pois os esforços econômicos foram direcionados para produção de armas e os materiais utilizados na construção do palácio, sobretudo concreto, pedra e ferro, foram direcionados para suprir as fortalezas do Exercito Vermelho para enfrentar o exército de Hitler.

 

Iofan ainda projetou outras obras menores até sua morte, que ocorreu aos 84 aos em Moscou.

Boris M. Iofan

OBRAS SELECIONADAS:

 

> (1) Casa do Aterro, Moscou, 1928-1931

> (2) Estação de Metrô de Baumanskaya, 1944, Moscou (Russia)

> (3) Monumento dos Trabalhadores, Moscou, 1937

> (4) Projeto do Palácio dos Sovietes, 1931-1933 (não construído)

Casa do Aterro
Casa do Aterro

> (1) Casa do Aterro, Moscou, 1928-1931

press to zoom
52_big.jpg
52_big.jpg

> (2) Estação de Metrô de Baumanskaya, 1944, Moscou (Russia)

press to zoom
Monumento dos Trabalhadores
Monumento dos Trabalhadores

> (3) Monumento dos Trabalhadores, Moscou, 1937

press to zoom
Palácio dos Sovietes
Palácio dos Sovietes

> (4) Projeto do Palácio dos Sovietes, 1931-1933 (não construído)

press to zoom

Referencias:

 

- CALAHAN, Alesha. Boris Iophan. 2013. Disponivel em http://architectuul.com/architect/boris-iofan. Acesso em 20 de julho de 2015

 

- GLANCEY, Jonathan. Guia Ilustrado de Arquitetura. Trad. Laura Alves e Aurélio Rebello. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

 

- COLIN, Silvio. Concursos Marcantes do Século XX. Disponivel em https://coisasdaarquitetura.wordpress.com/2011/09/05/concursos-marcantes-do-seculo-xx/. Acesso em 20 de julho de 2015.

Como citar este documento:

Enciclopædia Biográfica de Arquitetos Digital

Autor(es) do verbete:: DURANTE, Silvio
Título: Boris Iofan

Documento nº: I 02
Disponível na Internet via: 
Última atualização: 20/07/2015

Início

Índice A-Z

Enciclopédia Biográfica de Arquitetas e Arquitetos Digital