ENCICLOPÆDIA

BIOGRÁFICA DE

ARQUITETAS e ARQUITETOS

DIGITAL 

"EBAD" - DESDE 2015 - by Silvio Durante
Pavel Isaakovich Vigderhauz
♦ 07 de setembro de 1925, Artemovsk (Distrito de Donetsk), Ucrânia
† 11 de fevereiro de 2013, Donetsk, Ucrânia

PERFIL BIOGRÁFICO:

 

Nascido em 07 de setembro de 1925 na cidade de Donetsk, distrito de Artemovsk, filho de uma família judaica, seu pai um jornalista e sua mãe uma dona de casa. Seu pai era jornalista  do jornal "Radyanska Donechchina" e trabalhava em diferentes cidades da região de Donetsk e Lugansk e por isso a família mudava-se constantemente, não criando muitos vínculos com as cidades onde passavam.

 

O sonho de se tornar um arquiteto ele guardava consigo desde os tempos da escola primária. Segundo o próprio Vigderhaus, a professora dele tinha um filho que estudava na Escola de Arquitetura da Kracóvia e as vezes ele mandava para ela diversos desenhos e projetos e ela eventualmente levava para seus alunos, entre eles, o pequeno Pavel.

 

A II Guerra Mundial foi marcante na vida de Vigderhaus, principalmente quando os nazistas chegaram na cidade onde eles estavam morando, em Makeyevka. Em outubro de 1941, junto com sua mãe, Vigderhaus e os civis foram evacuados às pressas para a cidade de Kizel, na região dos montes Urais. Em Kizel ele foi trabalhar para os militares russos na fábrica de munições de Kiev, onde ele aprendeu a ser torneiro mecânico.

 

Em janeiro de 1943 ele se juntou ao Exército soviético e foi enviado para a Escola de Infantaria Militar para aprender a arte da guerra. Após seis meses de estudo foi enviado para o 349 º Regimento de Viena, que era integrante da 3a Frente Ucraniana, que liderou a luta na Hungria e Áustria. Ele serviu nas tropas aero-transportadas e durante o período que lutou, realizou mais de 50 vôos e saltos paraquedistas.

 

Na batalha para tomar Viena dos nazistas, Vigderhaus ficou gravemente ferido. Após o tratamento em hospitais de Budapeste, Constanta, Dnipropetrovsk e Donetsk recebeu alta. Em Viena, Vigderhaus conheceu muitos monumentos históricos e segundo ele, é a capital mais bonita de toda Europa. Esse período em Viena será decisivo na vida de Vigderhaus.

 

Após a desmobilização das tropas e com o fim da II Guerra Mundial, andando na cidade em ruínas de Stalingrado (uma das mais devastadas pelo conflito), ele viu um oficial soviético, que desenhava projetos em uma das casas em ruínas. Pavel foi então aprender com este homem. O oficial era arquiteto e contratou Pavel para fazer medições de construções enquanto se recuperava dos ferimentos da guerra.

 

O oficial, precebendo o talento do jovem soldado, o convidou para trabalhar na reconstrução de Donetsk e Oblproekt, no cargo de assistente relator  de arquitetura. Na época, as cidades do leste europeu estavam recebendo ajuda técnica da URSS para serem reconstruídas, tendo o futuro primeiro-ministro da URSS, Nikita Khruschev acompanhado de perto esse processo em diversas cidades.

 

Em Oblproekti, ele teve que trabalhar com o já conhecido grupo de arquitetos soviéticos AP Strashnovym e AD Kuznetsov. Em 1947, eles convenceram Paul Isaakovich a ir estudar arquitetura no Instituto de Engenharia da Krakovia. Eles o recomendaram diretamente para o reitor do instituto.

 

Depois de passar apenas no exame de desenho, fora aceito para a faculdade. Assim, seis anos depois de muitos estudos ele se formou como e arquiteto.

 

O trabalho criativo do arquiteto desenvolveu-se durante 55 anos de carreira. Durante este tempo, ele construiu um grande número de edifícios. Entre suas obras destacam-se monumentos escultóricos, igreja, instituições médicas e educacionais, edifícios residenciais e administrativos e instalações desportivas.

 

A maioria dos seus projetos implementados em Donetsk, mas tem as suas instalações em outras cidades da região de Donetsk e da antiga União Soviética. Uma das obras mais famosas do arquiteto e que foi por muitos anos considerado um símbolo de Donbass  é o monumento "Glória do trabalho dos mineradores", montado na Praça dos Mineiros, em Donetsk.

 

A cidade é famosa por ter nas minas de carvão, durante muitos anos, a base de sua economia e em função disso, os mineradores é uma categoria de trabalho muito respeitada pela população local. A estátua fora encomendada para ser inaugurada durante a visita de Khruschev à Donetsk, mas essa visita foi cancelada e mesmo assim, Vigderhaus foi premidado pela obra, que ele fez de maneira voluntária com a participação de Constantin Rakityanskaya, um escultor ucraniano.

 

Com a subida de Khruschev ao poder, iniciou-se um esforço nos países socialistas para prover ao povo um padrão de vida elevado e a habitação era um dos pontos fortes. Por isso foram desenvolvidos prédios de apartamentos residenciais, algumas unidades a partir de 30m², sob a supervisão direta do primeiro-ministro, em estilo modernista, usando materiais pré-fabricados e produção em larga escala, que ficaram conhecidos posteriormente, de forma carinhosa ou debochada, como "Khruschovkas". Em Donetsk, Vidgerhaus projetou um complexo de Khruschovkas.

 

Também é notavel a construção da Igreja da Natividade, em Donetsk que se tornou um símbolo da tolerância religiosa e cooperação entre os povos. Vigderhaus era judeu e não se sentia autorizado à criar um templo para os cristãos ortodoxos residentes em Donetsk. Ele aceitou o desafio e ao final a obra foi projetada por Vigderhaus (judeu), realizada por operários armênios (católicos) e turcos (muçulmanos). A obra é hoje um dos pontos mais visitados pelos turistas em Donetsk.

 

Tornou-se membro da União dos Arquitectos da URSS em 1957. Em 1978 foi agraciado com o Prêmio de Estado da URSS para a arquitetura da paisagem em Donetsk. Em 2009 ele foi premiado com o título de arquitecto distinto da Ucrânia.

 

Faleceu em 11 de fevereiro de 2013.

 

Pavel Vigderhaus
Pavel Vigderhaus, nos anos 1960's
Pavel Vigderhaus em seu escritório com seus trabalhos: maquetes e posteres.
Emissão especial de 1969 do selo postal com a obra "Glória do trabalho dos mineradores", de Pavel Vigderhaus

> (1) Mercado da Empresa Agrícola "Shaktar"

> (2) Edifício Residencial de Donetsk

> (3) Monumento à Lênin em Gorlovka

> (4) Monumento à Glória do Trabalho dos Mineradores, Donetsk

> (5) Memorial das Vítimas do Holocausto, Donetsk

> (6) Monumento à Lênin em Kramatorsk

> (7) Igreja Ortodoxa de Donetsk

> (8) Prédio Residencial "Casa das Torres", Donetsk, 1954

OBRAS SELECIONADAS:

 

Supermercado_da_empresa_agrícola_de_Shaktar.jpg
Supermercado_da_empresa_agrícola_de_Shaktar.jpg
Prédio_Residencial_Familiar_em_Donetsk.jpg
Prédio_Residencial_Familiar_em_Donetsk.jpg
monuments to Lenin em Gorlovka.jpg
monuments to Lenin em Gorlovka.jpg
Monumento_da_glória_aos_mineradores.jpg
Monumento_da_glória_aos_mineradores.jpg
Monumento as vitimnas do Holocausto.jpg
Monumento as vitimnas do Holocausto.jpg
Monument to Lenin emKramatorsk.jpg
Monument to Lenin emKramatorsk.jpg
Igreja da Natividade de Donetsky.jpg
Igreja da Natividade de Donetsky.jpg
Edificio Casa das Torres 1954.jpg
Edificio Casa das Torres 1954.jpg

 - Referencias:

 

- М. О. Травкін, С. К. Кілессо. Pavel Vigderhaus. in Encilopedia Moderna da Ucrânia, Disponivel em http://esu.com.ua/search_articles.php?id=34369. Acesso em 17 de janeiro de 2016. (em ucraniano).

 

-KONIC, Anna. Arquiteto, vencedor do Prêmio de Estado da URSS, Paul Vigdergauz. Disponivel em http://xn--b1aghlocdtie.com/news/16547.html. Acesso em 17 de janeiro de 2016.

 

Como citar este documento:

Enciclopædia Biográfica de Arquitetos Digital

Autor(es) do verbete: DURANTE, Silvio.
Título: Pavel Vigderhaus

Documento nº:  V 10

Disponível na Internet via: http://www.ebad.info/#!vigderhaus-pavel/c13kc
Última atualização: 18/01/2016

Índice A-Z

Enciclopédia Biográfica de Arquitetas e Arquitetos Digital