ENCICLOPÆDIA

BIOGRÁFICA DE

ARQUITETAS e ARQUITETOS

DIGITAL 

"EBAD" - DESDE 2015 - by Silvio Durante
José da Costa e Silva
♦  25 de julho de 1747, Vila de Povos, Portugal
† 21 de março de 1819, Rio de Janeiro, Reino de Portugal, Brasil e Algarves

PERFIL BIOGRÁFICO:

 

José da Costa e Silva nasceu em Vila de Povos, uma pequena povoação próxima da área de Lisboa, no 25 de Julho de 1747.

 

Com vinte e dois anos partiu para Bolonha na companhia de João Ângelo Brunelli, renomado clérigo, cientista, astrônomo e matemático integrante do corpo científico português. Costa e Silva, por determinação do rei português, D. José, iria estudar arquitetura civil na Academia Clementina, onde Brunelli dava aulas.

 

Em seu período de estadia na Itália, Costa e Silva estudou com grandes mestres, aprofundando os seus conhecimentos de Arquitetura, Geometria, Aritmética, Perspectiva, Mecânica e Hidrostática.

 

Aluno notável e destacado, na Academia de Bolonha obteve diversos prémios e, em 1775, foi nomeado Acadêmico de Honra. Viajou por Génova, Veneza, Florença, Roma e Vicenza, onde aproveitou para observar e estudar as obras de Andrea Palladio (1508-1580), conhecer as ruínas de Herculano e Pompeia e o Palácio Real de Caserta, de Luigi Vanvitelli (1700-1773).

 

Antes de regressar a Portugal, apresentou à Academia de S. Lucas o projecto de um palácio real, que lhe granjeou o título de Sócio de Mérito dessa Academia.

 

Em 1779, ainda na Itália, a Universidade de Coimbra convidou-o para ser professor nesta instituição, mas Costa e Silva declinou o convite. Em 1780 regressou a Lisboa, trazendo consigo um novo estilo arquitectónico – o Neoclássico –, que apreendera na Academia Clementina e nas viagens que fizera em Itália; trouxe, também, títulos e diplomas e uma coleção de desenhos e tratados de arquitectura.

 

Em Lisboa tornou-se um profissional respeitado. Em 1781 foi nomeado professor de Arquitectura Civil da Real Academia do Desenho. Oito anos mais tarde, José da Costa e Silva foi encarregado de projectar o edifício do Erário Régio, que viria a ser o primeiro edifício público de linguagem neoclássica de Lisboa.

 

Em 1792 projetou o Teatro de São Carlos, que substituiu o teatro de Bibiena, destruído pelo grande terremoto de Lisboa de 1755, inspirando-se nos teatros italianos de Milão e de Nápoles.

 

Projetou, ainda, o Asilo de Inválidos Militares de Runa, em Torres Vedras, para Dona Maria Francisca Benedita. Coube-lhe a responsabilidade de dar um parecer sobre o Palácio da Ajuda, juntamente com Francisco Xavier.

 

Em 1811, quatro anos após a partida da Família Real Portuguesa para o Brasil, o monarca chamou José da Costa e Silva ao Rio de Janeiro. Em 24 de Julho, chegou ao Brasil e recebeu o título de "Primeiro Arquitecto das Reais Obras".

 

Aqui procedeu a pequenas intervenções em edifícios já construídos e concebeu vários outros projetos.

 

Em 1818, José da Costa e Silva desfez-se da sua colecção de objectos de arte, composta por camafeus, estampas, pinturas, moldes e livros, que vendeu à Biblioteca do Rio de Janeiro pela quantia de um conto e seiscentos mil reis.

 

Faleceu no Rio de Janeiro no dia 21 de Março de 1819.

José da Costa e Silva

OBRAS SELECIONADAS:

 

> (1) Teatro Nacional de São Carlos, Lisboa, 1792.

> (2) Palácio da Ajuda, Lisboa (1795-1802)

> (3) Palácio da Brejoeira, Monção, 1806

> (4) Projeto para o prédio do Real Erário Portugues, não construído (1789)

> (5) Academia Real da Marinha e Comércio (hoje, Reitoria Universidade do Porto, 1803 - posteriormente remodelada)

> (6) Túmulo de Dom Pedro Carlos, 1812

 

> (1) Teatro Nacional de São Carlos
> (1) Teatro Nacional de São Carlos

> (1) Teatro Nacional de São Carlos, Lisboa, 1792.

> (2) Palácio da Ajuda
> (2) Palácio da Ajuda

> (2) Palácio da Ajuda, Lisboa (1795-1802)

> (3) Palácio da Brejoeira
> (3) Palácio da Brejoeira

> (3) Palácio da Brejoeira, Monção, 1806

> (4) Projeto do Real Erário
> (4) Projeto do Real Erário

> (4) Projeto para o prédio do Real Erário Portugues, não construído (1789)

> (5) Academia Real da Marinha
> (5) Academia Real da Marinha

> (5) Academia Real da Marinha e Comércio (hoje, Reitoria Universidade do Porto, 1803 - posteriormente remodelada).

> (6) Túmulo de Dom Pedro Carlos
> (6) Túmulo de Dom Pedro Carlos

> (6) Túmulo de Dom Pedro Carlos, 1812

 - Referencias:

 

-ANACLETO, Regina. José da Costa e Silva - Um arquiteto português em terras brasileiras. Disponivel em http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/6170.pdf.. Acesso em 30 de agosto de 2015.

 

- PALACIO NACIONAL DA AJUDA. Site Oficial. História. Disponivel em http://www.palacioajuda.pt/pt-PT/palacio/historia/ContentDetail.aspx

. Acesso em 30 de setembro de 2015.

 

- U.PORTO. Universidade do Porto. José da Costa e Silva. Projectistas do Edifício da Reitoria. Disponível em https://sigarra.up.pt/up/pt/web_base.gera_pagina?p_pagina=edif%C3%ADcio%20da%20reitoria%20-%20projetistas%20-%20jos%C3%A9%20da%20costa%20e%20silva. Aesso em 17 de agosto de 2015.

 

- TEIXEIRA, José de Monterosso. José da Costa Silva (1747-1819) e a receção do neoclassicismo em Portugal: a clivagem de discurso e a prática arquitetónica. Universidade Autônoma de Lisboa. Repositório Institucional Camões. Disponível em http://repositorio.ual.pt/handle/11144/305. Acesso em 17 de agosto de 2015.

Como citar este documento:

Enciclopædia Biográfica de Arquitetos Digital

Autor(es) do verbete:: DURANTE, Silvio
Título: José da Costa e Silva

Documento nº: S16

Disponível na Internet via: 
Última atualização: 30/08/2015

Início

Índice A-Z

Enciclopédia Biográfica de Arquitetas e Arquitetos Digital