ENCICLOPÆDIA

BIOGRÁFICA DE

ARQUITETAS e ARQUITETOS

DIGITAL 

"EBAD" - DESDE 2015 - by Silvio Durante
Otto Koloman Wagner
♦  13 de julho de 1841, Viena, Áustria
 11 de abril de 1918, Viena, Império austro-Húngaro

PERFIL BIOGRÁFICO:

 

 

Otto Wagner nasceu em uma família de posses. Seu pai era um notável pertencente à Corte Real da Hundria, mas morreu quando Otto tinha apenas 5 anos de idade.

 

Criado por sua mãe, ela queria que Otto Wagenr fosse advogado, profissão quase certa dos filhos pertencentes À sua classe social naqueles tempos. No entanto, depois de ter completado a sua formação humanista básica (algo equivalente ao nosso Ensino Fundamental e Médio) na idade de dezesseis anos, o jovem Otto Wagner começou a estudar no Instituto Politécnico de Viena.

 

Por recomendação de seus professores, foi estudar na Berlin Bauakademie (Academia de Edificações de Berlim), concluindo sua formação em arquitetura na Akademie der bildenden Künste Wien (Academia de Belas-Artes de Viena), quando tinha vinte anos de idade, no ano de 1861. 

 

Depois de deixar a Academia, trabalhou no estúdio de Ludwig von Förster, onde foi dada uma função na área executiva de projetos desde o início. Começou assim uma carreira promissora.

 

Por influência e insistência de sua mãe, Wagner casou Josefine Domhart em 1863, mas era um desses casamentos feitos através de "acordos entre famílias". Nos anos seguintes, ele se tornou um arquiteto de sucesso.

 

Ele construiu casas e apartamentos, que eram planejados, vendidos e financiados pelo próprio arquiteto. Foi assim formando uma relativa fortuna. Otto também participou de uma série de competições e concursos de arquitetura.

 

Logo após a morte de sua mãe, ocorrida em 1880, ele escapou da "prisão moral" de seu primeiro casamento e finalmente pôde se divorciar de sua esposa. Casou-se com Louise Stiffel que era de fato seu verdadeiro amor desde a mocidade. Com Louise ele viveu até 1915, quando ela faleceu. Wagenr não se casou depois da morte de sua esposa e permaneceu oficialmente viuvo até sua morte, três anos depois, em 1918.

 

 

Em 1890, Wagner publicou com recursos próprios o primeiro volume de seu livro "Einige Skizzen, Projekte und ausgeführte bauwerke" ("Alguns Rascunhos, Projetos e Construções executadas"). Este e os outros volumes emitidos em 1897, 1906, e 1922, respectivamente, são as obras teóricas mais importantes do arquiteto.

 

Otto Wagner ficava cada vez mais fascinada pelos novos desenvolvimentos em ciência e tecnologia aplicados à cosntrução civil de seu tempo. Em 1883, ele recebeu um dos dois primeiros prémios no Concurso para o novo "plano de regulamento geral" para Viena, uma espécie de "Plano Diretor da Cidade".

 

O lema que tinha adoptado para este projeto era "A Arte precisa ser dominada". Por sugestão do Künstlerhaus (um tipo de parlamento), ele posteriormente se tornou um conselheiro da Comissão de Transporte vienense e integrou também a Comissão de Regulação do Canal do Rio Danúbio, ocupando a pasta especializada em matéria de arte.

 

Em 1894, Wagner foi nomeado professor titular e diretor de uma escola especial de arquitetura na Academia de Belas Artes de Viena. Ele publicou os princípios revolucionários de sua abordagem na arte pela primeira vez em seu livro "Moderne Architektur" ( "Arquitetura Moderna") em 1896.

 

A quarta e última reimpressão publicada durante sua vida, em 1914, já foi intitulado "Die Baukunst unserer Zeit" ( " Arquitetura Hoje "). Os projetos visionários da chamada "escola Wagner" tornou-se lendária, e uma série de importantes arquitetos formaram-se nesse período. Nesse período, sua parceria com importantes arquitetos já era forte, entre eles, um conhecido nome da Art NouveauJosef Olbrich.

 

Em 1889 ele juntou-se ao movimento artístico conhecido como Secessão de Viena. A Wiener Sezession (Secessão Vienense) é uma associação criada em 1897 por artistas, escultores e arquitetos, Joseph Olbrich foi um de seus co-fundadores. Sendo o mais velho do grupo, professor e mestre de alguns de seus membros, Otto Wagner influenciou profundamente o movimento, que evolui desde os estilos historicistas até novos motivos decorativos e a exploração plástica dos materiais modernos – aço, concreto e alumínio.

 

Nesse período, ele conclui uma de suas mais famosas obras, o edifício de apartamentos Majolikahaus (Casa de cerâmica). A construção do conjunto de dois prédios geminados de seis pavimentos, localizados na Linke Wienzeile, marcou a ruptura de Wagner com a arquitetura de influências historicistas e sua adesão à Wiener Sezession e chocou Viena.

 

O pavimento térreo de ambos os edifícios tem destinação comercial e os demais abrigam apartamentos residenciais bastante semelhantes. A diferenciação entre os dois prédios é obtida pela decoração aplicada à fachada. No de número 40, esta é recoberta por cerâmica (majólica) com motivos florais, de onde provém a denominação pela qual ficou conhecido popularmente.

 

A base do conjunto é sublinhada pelo balcão em ferro, que se desenvolve acima das entradas comerciais, e sua repetição, em balanço, no terceiro pavimento. O ferro também é usado nos demais balcões dos apartamentos e para fazer a transição daMajolikahaus com os edifícios vizinhos.

 

Em 1903 ele vence seu mais importante concurso de arquitetura. O desafio era projetar um novo prédio para o Royal Postal Savings Bank, um dos maiores bancos de seu tempo. Otto Wagner escapa do historicismo e elabora um prédio funcional. Os juri levou três dias para avaliar os resultados e Wagner venceu os 37 inscritos. A obra foi construída entre 1904 e 1912. 

 

Quando Otto Wagner foi aposentado da Academia em 1912, seu sucessor foi rejeitado por seus alunos. Então Wagner passou a ensiná-los em salas de aulas alugadas.

 

Com o início da I Guerra Mundial em 1914 e o Império Austro-Hungaro envolvido diretamente no conflito, a produção arquitetônica de Wagner diminuiu. Ele não chegou a ir para a guerra por conta de sua idade, mas colaborou com conhecimento tecnico.

 

Nos últimos anos da I Guerra Mundial, Wagner concebeu hospitais, quartéis dos soldados, pequenas capelas e igrejas provisórias. Ele morreu no dia 11 de abril de 1918.

Otto Koloman Wagner
Otto Koloman Wagner

OBRAS SELECIONADAS:

 

> (1) Metro Karlsplatz (Estação de metrô da Praça de Karl), Viena, 1894-98

> (2) Plano Diretor de Viena (quadras, avenidas principais, secundárias e ruas)

> (3) Majolikahaus, Viena, 1898-99

> (4) Detalhe da fachada da Majolikahaus, Viena, 1898-99

> (5) Igreja de São Leopoldo, Viena (1903-1907)

> (6) Postal Savings Bank da Áustria, Viena (1904-1912)

> (7) Cadeira projetada para o Postal Savings Bank da Áustria, Viena (1904-1912)

> (8) Estante projetada para o Postal Savings Bank da Áustria, Viena (1904-1912)

> (9) Sinagoga da Rua Rumbach, Budapeste, Hungria (1872)

Estação de metrô da Karlsplatz
Estação de metrô da Karlsplatz

> (1) Metro Karlsplatz (Estação de metrô da Praça de Karl), Viena, 1894-98

press to zoom
Viena Plan Otto Wagner.jpg
Viena Plan Otto Wagner.jpg

> (2) Plano Diretor de Viena (quadras, avenidas principais, secundárias e ruas)

press to zoom
Majolikahaus
Majolikahaus

> (3) Majolikahaus, Viena, 1898-99

press to zoom
detalhe_da_fachada_Majolikahaus_(Casa_de_cerâmica).jpg
detalhe_da_fachada_Majolikahaus_(Casa_de_cerâmica).jpg

> (4) Detalhe da fachada da Majolikahaus, Viena, 1898-99

press to zoom
Igreja de Sao Leopoldo em Steinhof.jpg
Igreja de Sao Leopoldo em Steinhof.jpg

> (5) Igreja de São Leopoldo, Steinhof, Viena (1903-1907)

press to zoom
postal saving bank da Austria.jpg
postal saving bank da Austria.jpg

> (6) Postal Savings Bank da Áustria, Viena (1904-1912)

press to zoom
cadeira para o postal saving bank.jpg
cadeira para o postal saving bank.jpg

> (7) Cadeira projetada para o Postal Savings Bank da Áustria, Viena (1904-1912)

press to zoom
estante para o postal saving bank.jpg
estante para o postal saving bank.jpg

> (8) Estante projetada para o Postal Savings Bank da Áustria

press to zoom
Sinanoga da Rua Rumbach.jpg
Sinanoga da Rua Rumbach.jpg

Sinagoga da Rua Rumbach, Budapeste, Hungria

press to zoom

 - Referencias:

 

- Dennis Sharp. The Illustrated Encyclopedia of Architects and Architecture. New York: Quatro Publishing, 1991. ISBN 0-8230-2539-X. NA40.I45. p161.

 

- GLANCEY, Jonathan. Guia Ilustrado de Arquitetura. Trad. Laura Alves e Aurélio Rebello. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

 

- KOCH, Wilfred. Dicionário dos Estilos Arquitetônicos. Trad. Neide Luzia de Rezende. 4º Edição. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

 

- NAPEAD - UFRGS. Otto Wagner. Disponivel em http://www.ufrgs.br/napead/repositorio/objetos/descobrindo-historia-arquitetura/wagner.php. Acesso em 13 de junho de 2016.

 

- MUSEU OTTO WAGNER. Otto Wagner Biograph. Disponível em http://www.ottowagner.com/otto-wagner-en-US/. Acesso em 13 de junho de 2016.

Como citar este documento:

Enciclopædia Biográfica de Arquitetos Digital

Autor(es) do verbete: DURANTE, Silvio.
Título: Otto Wagner

Documento nº: W01

Disponível na Internet via: http://www.ebad.info/#!wagner-otto/c1b32
Última atualização: 13/06/2016

Índice A-Z

Enciclopédia Biográfica de Arquitetas e Arquitetos Digital