ENCICLOPÆDIA

BIOGRÁFICA DE

ARQUITETAS e ARQUITETOS

DIGITAL 

"EBAD" - DESDE 2015 - by Silvio Durante
Toros Toramanian
♦ 18 de março de 1864, Chabine-Karahissar
† 01 de março de 1934, Yerevan, Armênia

PERFIL BIOGRÁFICO:

 

Toramanian nasceu em 1864, na pequena vila Chabine-Karahissar, Armênia, quando este país era dominado pelo Império Otomano.

 

Ele estudou nas escolas da vila onde nasceu e aos quatorze anos ele perde seus pais, continuando a viver com parentes. Aos vinte anos ele se muda para Constantinopla afim de estudar. Trabalhou como entralhador e pedreiro para se manter na Capital turca.

 

Ele estudou arquitetura em Constantinopla e, posteriormente, em Paris. Formado em 1893, ele seguiu para Belgica, passando por Egito, Grécia e Italia, onde estudou as construções históricas desses países. Na França, ele foi aprofundar seus estudos em História da Arquitetura na Universidade de Sorbone.

 

Na Sorbone, ele conhece outro armênio, Garabed Basmadjian, diretor de uma revista de Filologia, muito interessado na História e no Patrimonio Arquitetônico da Armênia. Eles vão formar, juntamente com outros intelectuais desse país, um grupo de especialistas em História da Armênia, que após a Primeira Guerra Mundial e o fim do domínio otomano sobre seu país, será importante para recuperar muitos patrimônios antigos.

 

Suas importantes contribuições na preservação do patrimônio arquitetônico da Armênia remontam desde as escavações da Catedral de Ani, que ele participa em 1904. Esta catedral foi erguida no século X, pelo arquiteto armênio Trdat (Tirístade) e foi uma das maiores igrejas da região.

 

Ele ainda viajou por toda a Armênia por quase trinta anos, fotografou e descreveu centenas de monumentos, sendo que uma parte foi preservada somente através de seus materiais.

 

Toros fez para a Armênia um trabalho muito semelhante aos que realizaram os tratadistas do renascimento, ou seja, a reprodução gráfica das antigas obras arquitetônicas da Roma e Grécia Clássica. Seu trabalho é semelhante ao de Piranesi , (realizado no século XVIII) por exemplo, afinal a partir das ruínas ele reconstruiu várias obras que contam a História da Arquitetura da Armênia.

 

Toros foi membro fundador do Centro de Estudos Acadêmicos da Arquitetura Armênia. Com a instalação do regime soviético na Armênia em 1920 o país enfrentou um período de dificuldades por conta da guerra turco-armênio, e nesse período Toramanian perdeu uma grande parte de seu estudo científico. Mesmo assim, eles logo fundaram, em 1923, o Comitê de Salvaguarda dos Monumentos da Armênia.

 

O primeiro grande trabalho sob o regime soviético na Armênia, cujo comando foi confiado a Toros, foi a restauração da grande Catedral de Etchmiadzin, a mais importante da Igreja Apostólica Armênia.Ele também chefiou o Departamento do Museu de Arquitetura entre 1930-1932. 

 

O tratado de Toros Toramanian intitulado "A Igreja de Zvartnots" (datado de 1905) foi a maior conquista no estudo da arquitetura armênia medieval, que lançou as bases da literatura arquitetônica acadêmica em idioma armênio. Essa igreja, que era na idade média armênia a Catedral de são Gregório, também é obra de Trdat, o arquiteto.

 

Essa Catedral foi amplamente estudada por Toros e reproduzida em seus desenhos. Era uma enorme igreja de planta circular. As escavações de Zvartnots estão hoje preservadas e abertas às visitações de turistas.

 

Devido à Toramanian a arquitetura armênia ganhou reconhecimento internacional por seu estilo arquitetônico único. Uma pequena parte dos estudos foi incluída no tratado de Toros Toramanian "Os materiais da História da Armênia Arquitetura" publicados pós-tumamente em dois volumes (publicados em Yerevan, nos anos 1942 e 1948).

 

Por conta dessas pesquisas ele é considerado o "Pai da historiografia arquitetônica armênia." O trabalho científico de Toramanian pavimentou o caminho para os estudiosos posteriores pudessem traçar o elo de continuidade entre a arquitetura armênia e seu papel significativo no desenvolvimento do estilo bizantino e mais tarde da arquitetura da Europa Ocidental.

 

Ele morreu em 1934 em Yerevan e foi enterrado na margem do rio Hrazdan.

 

Arquiteto Toros Toramanian

Selo postal armênio em homenagem ao arquiteto

Emissão 2014

Arqueólogos, autoridades e trabalhadores, durante a escavação na Catedral de Ani. Toros, de capacete branco, ao centro ( 1905?)

Toros, em seu trabalho de reprodução in locus da Catedral de Ani

OBRAS SELECIONADAS:

 

> (1) Reproduçao da Catedral de Ani (desenho de Toros)

> (2) Ruínas Catedral de Ani (preservada por Toros)

> (3) Reproduçao do corte transversal da Catedral de Ani (desenho de Toros)

> (4)  Catedral de Etchmiadzin Restaurada por Toros

> (5)  Catedral de Etchmiadzin Restaurada por Toros

> (6) Reproduçao da Catedral Circular de Zvartnots (desenho de Toros)

> (7)  Ruínas da Catedral Circular de Zvartnots

> (8) Reproduçao da  planta da Catedral Circular de Zvartnots baseado nos desenhos de Toros

 

> (1) Reprodução da Catedral de Ani
> (1) Reprodução da Catedral de Ani

> (1) Reproduçao da Catedral de Ani (desenho de Toros)

Catedral de Ani.jpg
Catedral de Ani.jpg

> (2) Ruínas Catedral de Ani (preservada por Toros)

Reprodução do corte transversal
Reprodução do corte transversal

> (3) Reprodução do corte transversal da Catedral de Ani (desenho de Toros)

Catedral de Etchmiadzin
Catedral de Etchmiadzin

> (4)  Catedral de Etchmiadzin Restaurada por Toros

Catedral de Etchmiadzin
Catedral de Etchmiadzin

> (5)  Catedral de Etchmiadzin Restaurada por Toros

Reproduçao_da_Catedral_Circular_de_Zvartnots_baseado_nos_desenhos_de_Toros.jpg
Reproduçao_da_Catedral_Circular_de_Zvartnots_baseado_nos_desenhos_de_Toros.jpg

> (6) Reproduçao da Catedral Circular de Zvartnots (desenho de Toros)

Ruinas da Catedral Circular de Zvartnots.jpg
Ruinas da Catedral Circular de Zvartnots.jpg

> (7)  Ruínas da Catedral Circular de Zvartnots

Reproduçao_da_planta_da_Catedral_Circular_de_Zvartnots_baseado_nos_desenhos_de_Toros.jpg
Reproduçao_da_planta_da_Catedral_Circular_de_Zvartnots_baseado_nos_desenhos_de_Toros.jpg

> (8) Reproduçao da  planta da Catedral Circular de Zvartnots baseado nos desenhos de Toros

 - Referencias:

 

- ARMENIA HISTORY TIMELINE. Toros Toromanian. Disponivel em http://www.littlearmenia.com/html/history/detail.asp?id=188. Acesso em 02 de janeiro de 2016.

 

-  BALADIAN. Ani T. Toros Toramanian Monuments et mémoires de la Fondation Eugène Piot  Année 2002  Volume 81  Numéro 1  pp. 17-19. Disponivel em http://www.persee.fr/doc/piot_1148-6023_2002_num_81_1_1382. Acesso em 02 de janeiro de 2016.

 

- FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN.  History Museum of Armenia. Toros Toromanian. Disponivel em http://historymuseum.am/museum/?id=3&lang=eng. Acesso em 02 de janeiro de 2016.

 

- GLANCEY, Jonathan. Guia Ilustrado de Arquitetura. Trad. Laura Alves e Aurélio Rebello. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

 

-SITIO ARQUEOLOGICO DE ANI. Cathedral of Ani. Disponivel em http://www.virtualani.org/cathedral/index.htm. Acesso em 02 de janeiro de 2016

Como citar este documento:

Enciclopædia Biográfica de Arquitetos Digital

Autor(es) do verbete:: DURANTE, Silvio; SILVA, Sandra M. L.
Título: Toros Toramanian

Documento nº: T10

Disponível na Internet via: 
Última atualização: 02/01/2016

Início

Índice A-Z

Enciclopédia Biográfica de Arquitetas e Arquitetos Digital