Enciclopédia Biográfica de Arquitetas e Arquitetos Digital

ENCICLOPÆDIA

BIOGRÁFICA DE

ARQUITETAS e ARQUITETOS

DIGITAL 

"EBAD" - DESDE 2015 - by Silvio Durante
Andréa di Pietro della Gondolla (vulgo: Palladio)
♦ 30 de novembro de 1508
† 19 de agosto de 1580

PERFIL BIOGRÁFICO:

 

Andréa di Pietro della Gondolla, vulgo Palladio, nasceu na região italiana de Veneto, onde jovem foi aprendiz de escultor em Pádua até que, com a idade de 16 anos, ele se mudou para a cidade de Vicenza e se matriculou na guilda dos pedreiros. Ele foi contratado como pedreiro em oficinas especializadas em monumentos e esculturas decorativas do arquiteto maneirista Michele Sanmicheli de Verona.

 

Entre 1530 e 1538 o Conde Gian Giorgio Trissino, um humanista, poeta e grande estudioso do mundo clássico, foi reconstruir a sua casa de campo em Cricoli, adotando o estilo romano antigo. Palladio, trabalhando lá como um pedreiro, foi observado por Trissino, que se comprometeu a expandir sua experiência prática com uma educação humanista. A Villa Trissino foi reconstruída a partir de projetos de Baldassarre Peruzzi, um importante arquiteto do Renascimento.

 

Planejado para abrigar uma academia para alunos de Trissino, que viviam uma vida semi-monástica estudando matemática, música, filosofia e autores clássicos, a vila é na verdade uma interpretação de Trissino do antigo arquiteto romano Vitrúvio, a quem foi Palladio mais tarde vai descrever como seu mestre e guia. O apelido "Palladio" foi dado a Andrea por Tríssimo como uma alusão à deusa mitológica Pallas Athena.

 

Em 1534 ele se casa com a filha de um de seus carpinteiros, com quem tem cinco crianças: quatro filhos, Leonidas, Marcantonio, Orázio, Sillas e uma filha, chamada Zenóbia.

 

Em 1540 Palladio projetou sua primeira grande obra, a Villa Lonedo para Girolamo de 'Godi, e seu primeiro palácio, em Vicenza para Giovanni Civena. A Villa Godi tem um plano claramente derivado do Villa Trissino mas com semelhanças com casas tradicionais venezianas. Uma característica inovadora é a utilização de pavimento com arcadas, uma idéia que Palladio reinterpreta imitando um fórum romano antigo.

 

Por volta de 1541 ele ja tinha tido contato com as obras maneiristas de Michele Sanmicheli e Jacopo Sansovino. Palladio também teve contato com o arquiteto maneirista e teórico, Sebastiano Serlio, na época em que este publicou seus tratados de arquitetrua em Veneza.

 

Ainda em 1541 e novamente em 1547 Palladio visitou Roma com Trissino. Estas visitas influenciaram muito seus projetos. Nessas viagens ele conheceu o trabalho dos maiores arquitetos do estilo romano do Renascimento, Donato Bramante. Ele também faz a medição das ruinas de antigos prédios romanos para depois reproduzi-los em seus desenhos.

       

Em 1546 Palladio preparou projetos para a reconstrução do prédio da prefeitura de Vicenza do século 15 e em 1548 iniciaram a obras. Esta foi a sua primeira grande obra pública.

 

Até 1556 Palladio havia produzido três tipos básicos do palácio.

 

O primeiro, em 1550, foi o Palazzo Chiericati, cuja divisão tripartite da elevação em colunatas dá ao edifício um foco central, foi uma inovação na época.

 

O segundo, em 1552, o Palazzo Iseppo Porto, Vicenza, no qual ele evidencia ser a reconstrução de uma casa romana, baseado nas ruinas que Palladio tinha desenhado em sua visita à Roma.

 

O terceiro, em 1556, foi no Palazzo Antonini em Udine, que tem uma planta quadrada com  quatro colunas. A fachada tem seis colunas, que estão ligados à parede da construção, encimadas por um frontão de duas águas, um dispositivo amplamente utilizado em suas moradias.

 

Durante uma nova estadia em Roma, entre 1554-1556, Palladio publicou 'Le antichità di Roma' ("As Antiguidades de Roma"), que por 200 anos foi o guia padrão para as viagens de arquitetos do mundo todo pelas ruinas de Roma. Em 1556, ele colaborou profundamente com o erudito clássico Daniele Barbaro em reconstituir, atraves de seus desenhos, os edifícios romanos da antiguidade para a reedição moderna do tratado de Vitrúvio. A nova edição foi publicada em Veneza em 1556.

 

As Villas de Palladio foram as obras mais influenciadas por suas visitas a Roma. Por razões práticas, estes edifícios foram sempre cosntruídos com alvenaria rebocada, com o mínimo de detalhe esculpido. Seu objetivo era recriar a villa romana como ele as entendia a partir escritos de Plínio e Vitruvius.

 

Palladio adapta a frente de um templo clássico para as fachadas de suas moradias, porque em seu entendimento essas fachadas tinham a dignidade adequada para uma entrada, como na Villa Barbaro, em Maser, que Palladio projetou para seu amigo, o estudioso Daniele Barbaro.

 

As Villas de Palladio foram planejadas como complexos totais, mas poderia ser construído em parte para satisfazer necessidades imediatas do proprietário. A simetria modular empregada em seu partido arquitetonico assim permitia.

 

No final de 20 anos de construção intensiva, Palladio em 1570 publicou o famosíssimo "I quattro libri dell'architettura". Este trabalho foi um resumo de seus estudos de arquitetura clássica. Ele usou uma série de seus próprios projetos para exemplificar os princípios do design romano. O primeiro livro contém estudos de materiais, as ordens clássicas e os ornamentos decorativos; o segundo, muitos dos projetos de Palladio para cidade e do país casas, juntamente com suas reconstruções clássicas. O terceiro livro contém projetos para pontes, conceitos de urbanismo e basílicas, antigos salões romanos para reuniões públicas, mais tarde adotados como um protótipo para a igreja cristã. O quarto livro tem a ver com a reconstrução de antigos templos romanos.

 

No início da década de 1560 ele projetou a fachada de San Francesco della Vigna, em Veneza, que tinha sido construído de acordo com projetos de Sansovino de 1534, mas nunca foi terminado. A fachada de Palladio se tornou um protótipo de projeto para igrejas clássicas. 

 

Depois de 1570 a vida de Palladio concentra-se na construção de igrejas em Veneza. No Veneto, por causa de uma guerra com o papado, poucas igrejas havia sido construída na primeira metade do século, e não há projetos da igreja em seus primeiros desenhos.

 

Com a morte de Sansovino em 1570, Palladio se tornou o principal arquiteto da região de Veneto. Até então, ele não conseguira ganhar patrocínio oficial do Estado, e seus projetos para palácios de Veneza nunca tinha encontrado patrocinadores.

 

O Teatro Olimpico  foi a última comissão de Palladio e veio em 1579-1580 para construir um teatro em Vicenza para a Accademia Olimpica interpretar os dramas clássicos recém traduzidos pelos humanistas. O projeto do Teatro Olimpico estava na natureza de um exercício acadêmico, sendo baseado na reconstrução do antigo teatro romano em Orange, na França.

 

Palladio morreu em 1580, aos 72 anos de idade, de causas naturais, durante uma visita às obras de cosntrução da capela da Villa Bárbaro.

 

Quando Palladio morreu, deixou um número considerável de edifícios inacabados, incluindo a Basílica de Vicenza, as duas igrejas venezianas, o Villa Rotonda, e o Teatro Olimpico. Estes foram continuadas pelos seus seguidores, como seu filho Sillas e mais nomeadamente Vincenzo Scamozzi (1552-1616) e O. Bertotti-Scamozzi (1719-1790), mas, por causa da mudança do arquiteto e da distancia entre os período, não eram estritamente de acordo com desenhos originais de Palladio.

 

Palladio é uma das figuras mais influentes em todo o desenvolvimento da arquitetura ocidental. As qualidades que o tornaram influentes eram numerosos e variados. Seus palácios e vilas foram imitados por 400 anos em todo o mundo ocidental; ele foi o primeiro arquiteto de sistematizar o plano de uma casa e de forma consistente para usar o antigo dianteiro do templo greco-romana como um pórtico, ou varanda coberta sustentada por colunas (este foi provavelmente sua característica arquitectónica mais imitado) e, finalmente, na sua I quattro libri dell'architettura, ele produziu um tratado sobre arquitetura que, na popularização detalhes clássicos de decoração, foi possivelmente o livro mais influente padrão arquitetônico já impressa.

 

A influência de edifícios e publicações de Palladio atingiu o seu clímax na arquitetura do século 18, particularmente na Inglaterra, Irlanda, Estados Unidos e Itália, criando um estilo conhecido como Palladianismo, que por sua vez se espalhou para todos os cantos do mundo.

ANDRÉA PALLADIO

OBRAS SELECIONADAS:

 

Todas as obras de Palladio na região do Venetto, as conhecidas Villas Palladianas, são reconhecidas como patrimônio da humanidade pela UNESCO.

Abaixo, selecionamos oito Villas Palladianas para nossa galeria.

 

> (1) Villa Capra, 'La rotunda' 1567

> (2) Villa Pojane, 1546

> (3) Villa Pisani, 1542

> (4) Villa Badoer, 1557

> (5) Villa Caldogno, 1542

> (6) Villa Godí , 1542

> (7) Villa Zalmarana, 1560 

> (8) Villa Barbaro, 1560

> (9) Igreja do Redentor, 1577

> (10) Teatro Olímpico, 1579-1580

 

01.jpg
01.jpg

> (1) Villa Capra, 'La rotunda' 1567 > (2) Villa Pojane, 1546 > (3) Villa Pisani, 1542 > (4) Villa Badoer, 1557 > (5) Villa Caldogno, 1542 > (6) Villa Godí , 1542 > (7) Villa Zalmarana, 1560 > (8) Villa Barbaro, 1560 > (9) Igreja do Redentor, 1577 > (10) Teatro Olímpico, 1579-1580

02.jpg
02.jpg

> (1) Villa Capra, 'La rotunda' 1567 > (2) Villa Pojane, 1546 > (3) Villa Pisani, 1542 > (4) Villa Badoer, 1557 > (5) Villa Caldogno, 1542 > (6) Villa Godí , 1542 > (7) Villa Zalmarana, 1560 > (8) Villa Barbaro, 1560 > (9) Igreja do Redentor, 1577 > (10) Teatro Olímpico, 1579-1580

03.jpg
03.jpg

> (1) Villa Capra, 'La rotunda' 1567 > (2) Villa Pojane, 1546 > (3) Villa Pisani, 1542 > (4) Villa Badoer, 1557 > (5) Villa Caldogno, 1542 > (6) Villa Godí , 1542 > (7) Villa Zalmarana, 1560 > (8) Villa Barbaro, 1560 > (9) Igreja do Redentor, 1577 > (10) Teatro Olímpico, 1579-1580

04.jpg
04.jpg

> (1) Villa Capra, 'La rotunda' 1567 > (2) Villa Pojane, 1546 > (3) Villa Pisani, 1542 > (4) Villa Badoer, 1557 > (5) Villa Caldogno, 1542 > (6) Villa Godí , 1542 > (7) Villa Zalmarana, 1560 > (8) Villa Barbaro, 1560 > (9) Igreja do Redentor, 1577 > (10) Teatro Olímpico, 1579-1580

05.jpg
05.jpg

> (1) Villa Capra, 'La rotunda' 1567 > (2) Villa Pojane, 1546 > (3) Villa Pisani, 1542 > (4) Villa Badoer, 1557 > (5) Villa Caldogno, 1542 > (6) Villa Godí , 1542 > (7) Villa Zalmarana, 1560 > (8) Villa Barbaro, 1560 > (9) Igreja do Redentor, 1577 > (10) Teatro Olímpico, 1579-1580

06.jpg
06.jpg

> (1) Villa Capra, 'La rotunda' 1567 > (2) Villa Pojane, 1546 > (3) Villa Pisani, 1542 > (4) Villa Badoer, 1557 > (5) Villa Caldogno, 1542 > (6) Villa Godí , 1542 > (7) Villa Zalmarana, 1560 > (8) Villa Barbaro, 1560 > (9) Igreja do Redentor, 1577 > (10) Teatro Olímpico, 1579-1580

07.jpg
07.jpg

> (1) Villa Capra, 'La rotunda' 1567 > (2) Villa Pojane, 1546 > (3) Villa Pisani, 1542 > (4) Villa Badoer, 1557 > (5) Villa Caldogno, 1542 > (6) Villa Godí , 1542 > (7) Villa Zalmarana, 1560 > (8) Villa Barbaro, 1560 > (9) Igreja do Redentor, 1577 > (10) Teatro Olímpico, 1579-1580

08.jpg
08.jpg

> (1) Villa Capra, 'La rotunda' 1567 > (2) Villa Pojane, 1546 > (3) Villa Pisani, 1542 > (4) Villa Badoer, 1557 > (5) Villa Caldogno, 1542 > (6) Villa Godí , 1542 > (7) Villa Zalmarana, 1560 > (8) Villa Barbaro, 1560 > (9) Igreja do Redentor, 1577 > (10) Teatro Olímpico, 1579-1580

09.JPG
09.JPG

> (1) Villa Capra, 'La rotunda' 1567 > (2) Villa Pojane, 1546 > (3) Villa Pisani, 1542 > (4) Villa Badoer, 1557 > (5) Villa Caldogno, 1542 > (6) Villa Godí , 1542 > (7) Villa Zalmarana, 1560 > (8) Villa Barbaro, 1560 > (9) Igreja do Redentor, 1577 > (10) Teatro Olímpico, 1579-1580

10.jpg
10.jpg

- Referencias:

 

- PALLADIO, Andrea. Os Quatro Livros da Arquitetura. Hucitec, São Paulo, 2009

 

- CENTER FOR PALLADIANS STUDIES IN AMERCIA - CPSA. Site: http://www.palladiancenter.org. Acesso em 24 de julho de 2015.

 

-GLANCEY, Jonathan. Guia Ilustrado de Arquitetura. Trad. Laura Alves e Aurélio Rebello. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

 

- GREAT BUILDINGS. Andrea Palladio. Disponivel em http://www.greatbuildings.com/architects/andrea_Palladio.html. Acesso em 24 de julho de 2015

 

--PEREIRA, Claudio Calovi. Princípios, valores e projeto arquitetônico: as lições de Andrea Palladio. Disponivel em Princípios, valores e projeto arquitetônico: as lições de Andrea Palladio. Acesso em 22 de julho de 2015.

 

- RICHARDSON, MArgareth Ann. Andrea Palladio.Enciclopedia Britannica.  Disponivel em http://www.britannica.com/biography/Andrea-Palladio. Acesso em 24 de julho de 2015.

 

- STUMP, Monika Maria. A Simetria Modular e as Villas de Andrea Palladio. Tese de Doutorado da UFRS- Faculdade de arquitetura e Urbanismo, Programa de Pós-Graduação em Arquitetura (PROPAR) - Porto Alegre, 2013.

 

- TEATRO OLIMPICO DE VICENZA - History of Andrea Palladio. Disponivel em http://www.teatrolimpicovicenza.it/en/andrea-palladio/history.html. Acesso em 24 de julho de 2015.

 

- VISUAL ARTS. European Architecture Series. Andrea Palladio. Disponivel em http://www.visual-arts-cork.com/architecture/andrea-palladio.htm. Acesso em 24 de julho de 2015

Como citar este documento:

Enciclopædia Biográfica de Arquitetos Digital

Autor(es) do verbete:: DURANTE, Silvio
Título: Andrea Palladio

Documento nº: P01
Disponível na Internet via: 
Última atualização: 24/07/2015

Início

Índice A-Z

Enciclopédia Biográfica de Arquitetas e Arquitetos Digital